31 de dezembro de 2018

Retrospectiva 2018 - Petróleo


Imagem em destaque
Sede da Petrobras no RJ
A Petrobras retoma a posição de maior empresa brasileira de capital aberto em valor de mercado.
(Crédito da imagem: Eric and Christian)

Principais notícias sobre Petróleo no ano de 2018

Petróleo

Janeiro:
Recorde de plataformas, queda e crescimento de produções e arrecadação
A Petrobras planeja instalar número recorde de plataformas no Brasil.
A produção de petróleo da Venezuela cai para mínima em 28 anos em meio a crise. 
Produção de petróleo dos EUA pode  ultrapassar a da Arábia Saudita, ainda em 2018.
A ANP estimava arrecadar mais de R$ 3,5 bilhões com leilões de petróleo em 2018. 


Fevereiro:
Produção e recorde do pré-sal e demanda calculada
produção de petróleo do Brasil cresce 0,1% e o pré-sal bate novo recorde.
A Opep calcula maior demanda para o petróleo em 2018.

Março:
Queda e eficiência
Petróleo opera em queda em meio a sinais de aumento da produção de xisto. 
Físicos russos criam software para melhorar radicalmente a eficiência da extração de petróleo.

Abril:
Reserva descoberta e recorde de  produção
O Bahrein descobre reserva de petróleo com estimativa de 80 bilhões de barris.
A produção de petróleo da camada do pré-sal avançou novamente registrando recorde de 1,785 milhão de barris de óleo equivalente por dia (MMboe/d).

Maio:
Retomada e construção própria
A Petrobras retoma a posição de maior empresa brasileira de capital aberto em valor de mercado.
A Bacia de Santos receberá oito das 13 plataformas construídas pela própria Petrobras.

Julho:
Exportação, declínio natural e recorde de participação
Acordo da Opep perde força e sauditas exportam mais petróleo. 
A Bacia de Campos, que já representou quase 90% da produção nacional de óleo e gás, hoje em declínio natural, produz 46% do petróleo brasileiro.
A arrecadação de participação especial sobre a produção de petróleo e gás natural bate recorde no segundo trimestre no Brasil.

Agosto:
Edital divulgado, lotes arrematados com arrecadação e previsão de extração
É divulgado o edital da 5ª Rodada de Partilha do petróleo no Brasil. 
Petrobras e Total arrematam lotes de petróleo com uma arrecadação para a União de R$ 3,26 bilhões.
A ANP prevê que o Brasil deve extrair 5,5 milhões de barris de petróleo por dia em 2027. 


Setembro:
Investimento em plataformas, retomada de produção e leilão com arrecadação
Petrobras investirá R$ 35 bi em 13 novas plataformas no pré-sal.
A ANP aprova medidas para retomada da produção de petróleo em terra e em águas rasas.
4 áreas de pré-sal são leiloadas pelo governo com ágio de 170,58% e a União arrecada R$ 6,82 bilhões em bônus de assinatura.


Novembro:
plataforma nova, cem mil caixas com segredos e cessão de participação
Nova plataforma de petróleo offshore é a maior construída no México em 10 anos.
Cem mil caixas (armazenadas pela Agência Nacional do Petróleo) cheias de pedras guardam os segredos do pré-sal.
Petrobras aprova cessão de participação em campos de petróleo.
Em decisão definitiva, Ibama nega licença para exploração de petróleo na foz do Amazonas.


Voltar à Retrospectiva 2018

Nenhum comentário:


Publicação em destaque


Minério de Ferro: produção em crise

Por Marco Gonzalez O mercado global de minério de ferro está sob  pressão  devido a um choque na oferta, depois do rompimento da barragem ...

Seguir por e-mail