Máscara e vacina:
Decisões individuais, efeito coletivo.

27 de janeiro de 2022

Notícias em 27/01/2022

Assuntos do dia:
mercado, geologia, paleontologia, terremotos, vulcanismo, ciência espacial, eventos e outros.

Cabo Espichel
Este cabo está localizado a cerca de 10 km a oeste de Sesimbra, no distrito de Setúbal, em Portugal. As escarpas na zona deste promontório são constituídas por uma sucessão contínua de camadas muito inclinadas para Norte, cuja base corresponde a rochas do Jurássico Superior (Kimeridgiano, base do Cretácico). O topo do promontório é uma superfície erodida a cerca de 130 a 140 m acima do nível do mar. Na área ocorrem calcários, calcários argilosos, margas e arenitos, com abundante conteúdo macro e micropaleontológico (lamelibrânquios, gastrópodes, ostracodos, foraminíferos, algas calcárias e carófitas). A ocorrência de um nível com amonites Lithacoceras siliceum (Quensted) permite identificar a base do Titoniano. A excepcional riqueza microfossilífera permite fundamentar a microbiozonagem para o Malm português. Podem também ser observados níveis com intensa bioturbação, laminitos algais, calcretos e intercalações areníticas fluviais, entre outras feições. Foram ainda identificados vários níveis com pegadas de dinossauros das quais as mais célebres são as da Pedra da Mua, que constitui a escarpa da praia dos Lagosteiros, chamada "Arriba Sul". A passagem Jurássico-Cretácico pode ser observada ao longo das camadas que afloram naquela praia. Esta litoestratigrafia se prolonga para Norte, ao longo do litoral, até à enseada da Foz mostrando de forma contínua toda a série do Cretácico Inferior, do Berriasiano ao Albiano.
(Crédito da imagem: mapio - fonte)

Traduzir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *