Máscara e vacina:
Decisões individuais, efeito coletivo.

15 de julho de 2022

Notícias em 15/07/2022

Imagem em destaque

Formação Ferrífera Bandada
Os termos "ironstone" ("rocha ferrífera") e "iron formation" ("formação ferrífera") são empregados frequentemente como sinônimos. Há autores, porém, que usam "formação ferrífera" para designar rochas ricas em ferro pré-cambrianas, deixando "ironstone" para as menos antigas. Também há quem prefira usar "formação ferrífera" como padrão para rochas anomalamente ricas em ferro, descartando o termo "ironstone" sempre que possível. As "formações ferríferas", quanto às feições texturais primárias, podem ser "formações ferríferas granulares" ("granular iron formations" - GIFs) ou "formações ferríferas bandadas" ("banded iron formations" - BIFs). As BIFs se formaram com a oxigenação da atmosfera terrestre quando os oceanos se "enferrujaram", no Arqueano, sendo raras com idades mais jovens que 2,5 bilhões de anos. O ambiente ideal deveria ser enriquecido em ferro bivalente e em silício, para que estes fossem transportados por correntes ascendentes, a partir de fontes hidrotermais submarinas, e o ferro precipitasse ao interagir com águas superficiais. Havendo enriquecimento suficiente, formam-se corpos de minério de ferro. As BIFs são rochas sedimentares ou metassedimentares químicas ou vulcanoquímicas finamente estratificadas, que, em escala milimétrica a centimétrica, alternam ritmicamente camadas de óxidos, carbonatos ou silicatos de ferro com camadas diferentes destas (quartzosas, anfibólicas, quartzo cloríticas ou ainda outras). Em geral, as bandas ricas em ferro são de cor cinza escuro a preto e as pobres apresentam cores avermelhadas. As BIFs são altamente anisotrópicas. Ao sofrer pressão paralela à estratificação, deformam-se com dobras angulares a arredondadas, dobras do tipo kink ("kink bands") ou dobras de caixa ("box folds"). As BIFs podem conter siderita, silicatos de ferro, magnetita e hematita e, em geral, apresentam quatro fácies distintos: de óxido, de carbonato, de silicato e de sulfeto. São reconhecidos três tipos principais de BIFs: (i) Tipo Algoma, onde predominam os fácies de óxido, de carbonato e de sulfeto, ocorrendo geralmente no Arqueano, tendo pequena espessura e sendo associadas a sequências vulcânicas e sedimentares (grauvacas e xisto) em ambiente tectonicamente instáveis, com ferro e sílica derivados de fontes hidrotermais; (ii) Tipo Lago Superior, onde predominam os fácies de óxido, de carbonato e de silicato, com idades entre 2,5 bilhões e 1,8 bilhões de anos, tendo níveis espessos e contínuos depositados em ambientes pericontinentais (indicação dada pela associação cherts dolomitos-folhelhos carbonosos), com ferro provavelmente derivado do intemperismo de rochas ricas neste elemento; e (iii) Tipo Rapitan, onde predominam fácies de óxido, com idades neoproterozoicas, em ambiente marinho raso ao longo de margens continentais e, em geral, associadas a depósitos glaciais. Algumas BIFs recebem os nomes de Itabirito ou Jaspilito. O primeiro, cujo nome tem origem em Itabira, MG, no Brasil, possui bandas principalmente de hematita e silicáticas. O ferro ocorre em finas camadas de hematita, magnetita ou martita e constitui minério de alto teor de ferro. O Quadrilátero Ferrífero, no centro-sul de MG, no Brasil, é uma das principais províncias minerais onde afloram estas BIFs, sendo as da Formação Cauê consideradas do tipo Lago Superior. O Jaspilito inclui quartzitos ricos em ferro, jaspe intercalado e óxidos de ferro. Geralmente formam minério de ferro de baixo teor, porém são responsáveis pelas maiores concentrações deste elemento na Terra. No Brasil, BIFs com intercalações de jaspe podem ser encontradas na Província de Carajás, no centro-leste do PA. Como os registros fotográficos de afloramentos brasileiros são escassos, o da imagem acima é de uma BIF da Austrália Ocidental, de idade sideriana, localizado na Cachoeira Fortescue do desfiladeiro Dales, no Parque Nacional Karijini.
(Crédito da imagem: Graeme Churchard - fonte1 - fonte2 - fonte3 - fonte4 - fonte5 - fonte6 - fonte7)

Assuntos do dia
petróleo, mercado, gestão pública, infraestrutura, justiça, energia alternativa, geologia, paleontologia, terremotos, vulcanismo, arqueologia, tecnologia, ciência espacial, asteroides e eventos.

    Petróleo
Alvopetro continua exploração na Bacia do Recôncavo

Produção da 3R Petroleum recuou 1% no mês de junho

Equinor deve recomeçar a produção no Campo de Peregrino, na porção sul da Bacia de Campos


    Mercado
Mercado do petróleo

Mercado do ferro

Mercado do ouro


    Gestão pública
ANP aprova acordo de R$ 855 milhões com a Petrobras para investimentos nacionais


    Infraestrutura
BBM Logística amplia malha rodoviária de transporte de cargas no Nordeste


    Justiça
Justiça mantém autorização da Tamisa para iniciar mineração na Serra do Curral


    Energia alternativa
Fundador do Greenpeace diz que energia nuclear é a mais segura de todas as tecnologias de eletricidade que temos

Investimentos em óleo e gás superaram recursos usados em baixo carbono no primeiro semestre


    Geologia
A atividade geológica pode mudar rapidamente comunidades microbianas profundas
    (Por Universidade de Stanford) Em vez de serem influenciadas apenas pelas condições ambientais, as comunidades microbianas subterrâneas profundas podem se transformar por causa de movimentos geológicos.
    LEIA MAIS em www.sciencedaily.com

Novo modelo de distribuição de fluidos na Zona de Subducção de Cascadia ajuda a entender a atividade sísmica
    (Por Universidade Estadual de Oregon) Novo modelo tridimensional do fluido armazenado nas profundezas da crosta terrestre ao longo da Zona de Subducção de Cascadia fornece uma nova visão de como o acúmulo e a liberação desses fluidos podem influenciar a atividade sísmica na região.
    LEIA MAIS em www.sciencedaily.com


    Paleontologia
Guapirama: fósseis e geologia

Fósseis de 14 mil anos achados na China têm identidade revelada após análise de DNA
    (Por Katie Hunt) Datação por radiocarbono indicou que as descobertas eram de um período de tempo em que o humano moderno havia migrado para diversas partes do mundo.
    LEIA MAIS em www.cnnbrasil.com.br


    Vulcanismo
Vulcão Tajogaite (antigo Cumbre Vieja)

Outros vulcões em destaque
    Registram atividade vulcânica significativa: Karymsky, Siveluch e Ebeko na Rússia, Suwanse-Jima no Japão, Semeru na Indonésia, Nevado del Ruiz na Colômbia, Sangay e Reventador no Equador e Sabancaya no Peru.
    LEIA MAIS em www.volcanodiscovery.com


    Terremotos
Peixe-remo: Sua aparição seria um aviso de que terremoto e/ou tsunami estão por acontecer?

Sismos mundiais com 5 graus ou mais nas últimas 24 horas
    Dia 14, dois em Vanuatu (5,8 e 5,1 graus), em Sucre, Venezuela (5,2), e na costa do Equador (5,7).
    Dia 15, ainda sem registros.
    LEIA MAIS em www.emsc-csem.org

Sismos mundiais entre 4,5 e 4,9 graus nas últimas 24 horas
    Dia 14, em Chuquisaca, Bolívia (4,7 graus), e na costa oeste de Sumatra do Norte (4,6).
    Dia 15, no sul da Califórnia (4,6 graus), na dorsal Carlsberg (4,6), em Tajiquistão (4,5), no sul das Ilhas Kermadec, Nova Zelândia (4,5), em Antofagasta, Chile (4,5), na região do Arquipélago de Chagos (4,8), em Luzon, Filipinas (4,6), e em Tonga (4,5).
    LEIA MAIS em www.emsc-csem.org


    Arqueologia
Achados arqueológicos na obra da Linha 6 de São Paulo vão de trilho de bonde a louças e galeria subterrânea
    (Por Priscila Mengue) Artefatos expõem avanço da industrialização desde o século XIX e aterramento do Rio Tietê e afluentes. Maioria dos achados ocorreram na zona oeste.
    LEIA MAIS em www.terra.com.br

Mina de cobalto abandonada há 200 anos é encontrada na Inglaterra


    Ciência espacial
A sonda Gaia de mapeamento estelar detecta um par de planetas semelhantes a Júpiter
    (Por Elizabeth Howell) Estes mundos estão em um canto remoto da galáxia e apareceram em dados de pesquisa mais antigos.
    LEIA MAIS em www.space.com

Nasa divulga foto inédita de Júpiter pelas lentes de James Webb

Quantos Planetas Anões Existem?

Prevendo bolhas de plasma equatorial com o satélite SWARM
    (Por Sociedade Astronômica Real) Mudanças na densidade atmosférica após o pôr do sol podem fazer com que bolsões quentes de gás chamados "bolhas de plasma" se formem sobre o equador da Terra.
    LEIA MAIS em www.sciencedaily.com

Um "batimento cardíaco" em ondas de rádio emitidas bilhões de anos atrás


    Asteroides
A origem exata de um dos meteoritos marcianos mais famosos já descobertos


    Tecnologia
Aeronave da Airbus movida a energia solar bate recorde ao passar 26 dias no ar


    Eventos
Fórum Brasileiro de Investimentos em Mineração

11º PDPetro – Congresso Brasileiro de Pesquisa e Desenvolvimento em Petróleo e Gás

Programa com mais de 85 oportunidades de negócios na cadeia de óleo e gás
    A Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) lança este programa com o objetivo de aproximar empresas demandantes de serviços e produtos e futuros fornecedores.
    LEIA MAIS em www.conexaomineral.com.br

9º Congresso Brasileiro de Fertilizantes
    Promovido pela Associação Nacional para Difusão de Adubos (ANDA), acontece em 23 de agosto, em São Paulo, com a participação da Metso Outotec, que apoia Plano Nacional de Fertilizantes.
    LEIA MAIS em www.conexaomineral.com.br

Live "A importância dos isótopos ambientais para as águas subterrâneas"


Notícias em 14/07/2022

Nenhum comentário:

Traduzir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *