Máscara e vacina:
Decisões individuais, efeito coletivo.

16 de agosto de 2021

Notícias entre 12 e 16/08/2021

Assuntos do dia:
projeto, economia, mineração, petróleo, produção, mercado, água, energia alternativa, paleontologia, terremotos, vulcanismo, eventos e outros.

As Cataratas Victoria
As Cataratas Victoria, localizadas no Zimbabue, estão ligadas a antigos processos tectônicos que moldaram a África ancestral. A região é formada por basalto datado de cerca de 180 milhões de anos depositado em suaves erupções vulcânicas que alcançaram 300 metros de espessura. Esta rocha se estende por cerca de 200 km de Kazangulu, na fronteira com Botswana, até a confluência do Rio Matetsi na Garganta de Batoka. Conforme a lava esfriou, várias rachaduras (juntas) surgiram principalmente na direção leste-oeste. Tais fissuras gigantes se aprofundaram quando Gondwana se separou há cerca de 110 milhões de anos e foram gradualmente preenchidas por sedimentos. Os movimentos tectônicos associados ao desmembramento de Gondwana criaram uma elevação formando a região central da África do Sul, alterando dramaticamente os antigos sistemas de rios. As Cataratas Vitória foram criadas por estas alterações que começaram por movimentações geológicas no centro-sul da África há cerca de 15 milhões de anos. Entre 15 e 10 milhões de anos atrás, deformações do Mioceno criaram uma crista, conhecida como Eixo Zimbábue-Kalahari, que separou os sistemas fluviais do Limpopo e do Zambeze, criando um enorme lago interior que se estende desde o que é agora o Delta do Okavango até os rios Makgadikgadi. A ligação entre os rios Zambeze superior e inferior provavelmente ocorreu quando o Zambeze médio através de erosão criou uma inundação catastrófica que deu início a um novo processo de captura do rio. Esta mudança no curso de água levou à formação das Cataratas Vitória.
(Crédito da imagem: Vadim Petrakov - fonte)

    Projeto
Projeto Geodiversidade do Baixio da Boa Vista


    Economia
Gráfico de 120 anos mostra que as commodities nunca foram tão subvalorizadas


    Mineração
Retomada global alimenta setor de minério de ferro no Brasil
    (Por Estadão Conteúdo) A cada dia desembarcam em Itabirito – que tem uma população de 60 mil habitantes e se tornou um boom global de commodities – mais interessados em encontrar uma vaga no setor de extração minério de ferro.
    LEIA MAIS em www.dinheirorural.com.br


    Petróleo
Eneva faz nova descoberta de gás natural no poço terrestre da bacia de Parnaíba, no MA
    (Por Valdemar Medeiros) Alguns meses após investir R$ 100 milhões na bacia de Parnaíba, a Eneva descobre e informa à ANP a descoberta de indícios de gás natural em um poço terrestre.
    LEIA MAIS em clickpetroleoegas.com.br

ANP aprova acordo de coparticipação (ACP) do campo de Búzios, no Pré-Sal da Bacia de Santos

Petrobras anuncia investimentos de US$13 bilhões na Bacia de Campos até 2025

Bactérias marinhas são capazes de biodegradar petróleo no mar
    (Por Fábio Lucas) Tanto a extração de petróleo offshore, como o transporte de grandes cargas de óleo por navios, são seguros, contudo, o risco de acidentes existem.
    LEIA MAIS em clickpetroleoegas.com.br

O governo de SC pede aprovação federal de projeto de gás
    (Por Paulo Nogueira) Mais termelétricas, reativação de terminais da Petrobras no Nordeste e a superação energética causada pela crise hídrica dependem de terminais GNL a serem instalados no país.
    LEIA MAIS em clickpetroleoegas.com.br

Regime de partilha rende 23% mais petróleo à União no 1º semestre


    Produção
Aura: Produção de ouro pode ir a 295 mil onças


    Mercado
Mercado do petróleo


    Água
Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 6: Água Potável e Saneamento


    Energia alternativa
Hidrogênio Verde: CE quer ser protagonista

Hidrogênio "azul" é fonte de energia pior que carvão, afirmam pesquisadores nos EUA
    O processo pode emitir menos dióxido de carbono, mas em qualquer caso a poluição por metano contribuiria fortemente com a crise climática, avaliam os cientistas.
    LEIA MAIS em epocanegocios.globo.com

Hidrogênio verde: o combustível do futuro
    (Por Andreas F. H. Hoffrichter) O hidrogênio é três vezes mais potente que a gasolina. A sua combustão libera água na forma de vapor, e, portanto, trata-se de uma energia limpa, um gás de fácil armazenamento e transporte, muito flexível na sua utilização.
    LEIA MAIS em portogente.com.br

MIT desenvolveu combustível hidrogênio a partir de alumínio e água
    Contudo, para que seja uma opção, efetivamente, viável, é necessário trabalhá-lo, desenvolvendo-o. Afinal, o hidrogénio é capaz de substituir, eficazmente, os combustíveis fósseis, para geração de energia.
    LEIA MAIS em pplware.sapo.pt


    Paleontologia
Pesquisadores brasileiros e chineses descobriram duas novas espécies de dinossauros saurópodes em rochas fósseis de mais de 120 milhões de anos

Trajetória de vida de mamute que viveu há 17 mil anos
    (Por Ingrid Oliveira) Uma equipe de pesquisadores publicou um artigo na revista Science que revela a história de vida de aproximadamente 28 anos de um mamute macho.
    LEIA MAIS em gizmodo.uol.com.br

Pesquisadores descrevem nova espécie de dinossauro no Brasil
    (Por Maria Clara Rossini) O Ypupiara lopai é o primeiro dromeossaurídeo (a família dos velociraptors) encontrado no país. O fóssil original foi destruído no incêndio do Museu Nacional, mas os cientistas conseguiram descrevê-lo a partir de outros registros.
    LEIA MAIS em super.abril.com.br


    Vulcanismo
Vulcão Popocatepetl

Outros vulcões em destaque
    Registram atividade vulcânica significativa: Karymsky, Shiveluch e Chirinkotan na Rússia, Suwanose-Jima no Japão, Merapi e Semeru na Indonésia, Semisopochnoi no Alasca, Fuego na Guatemala, Nevado del Ruiz na Colômbia, Reventador no Equador, Sabancaya no Peru e Nevados de Chillán no Chile.
    LEIA MAIS em www.volcanodiscovery.com


    Terremotos
Causas dos terremosos no Haiti
    O Haiti está situado em meio a um vasto sistema de falhas geológicas que resultam do movimento da placa caribenha e da enorme placa norte-americana.
    LEIA MAIS em www.bbc.com

Terremotos lentos e regulares interagem perto de Istambul

Sismos mundiais com 5 graus ou mais desde o dia 11
    Dia 11, na região das Ilhas Marianas (5,4 graus) e dois em Mindanao, Filipinas (7,1 e 5,0).
    Dia 12, nas Ilhas Kermadec, Nova Zelândia (5,0 graus), seis na região das Ilhas Philipine (entre 5,0 e 5,7), na região de Fiji (5,5), nas Ilhas Salomon (5,0), no sul do Irã (5,0) e vinte e cinco na região das Ilhas Sanduíche do Sul (entre 5,0 e 8,1).
    Dia 13, quinze na região das Ilhas Sanduíche do Sul (entre 5,0 e 5,8 graus) e no sul de Qinghai, China (5,4).
    Dia 13, trinta e seis na região das Ilhas Sanduíche do Sul (entre 5,0 e 6,3 graus), no Tajiquistão (5,0), em Mindoro, Filipinas (5,8), na região das Ilhas Kermadec, Nova Zelândia (5,3), na costa do Equador (5,1) e em Tonga (5,0).
    Dia 14, vinte e um nas Ilhas Sanduíche do Sul (entre 5,0 e 5,7 graus), na região das Ilhas Philipine (5,4), na região sul da dorsal Pacífico-Leste (5,0), na região de Tonga (5,5), na Península do Alasca (7,0), seis na região do Haiti (entre 5,0 e 7,2), na região norte da dorsal Meso-Atlântico (5,3), em Chaco, Argentina (5,0), e em Sumatra do Norte, Indonésia (5,0).
    Dia 15, na região das Ilhas Sanduíche do Sul (5,0 graus), dois na região do Haiti (5,1 e 5,8), na fronteira Peru-Equador (5,4), onze na região das Ilhas Sanduíche do Sul (entre 5,0 e 5,4), na região de Hindu Kush, Afeganistão (5,2), e em Chitinskaya Oblast', Rússia (5,0).
    Dia 16, quatro na região das Ilhas Sanduíche do Sul (entre 5,2 e 6,9 graus), e em Antofagasta, Chile (5,0).
    LEIA MAIS em www.emsc-csem.org

Sismos mundiais entre 4,5 e 4,9 graus desde o dia 11
    Dia 11, em Tonga (4,7 graus), na costa da Nicarágua (4,5), na região das Ilhas Sanduíche do Sul (4,5), dois em Mindanao, Filipinas (4,8 e 4,6), e dois na região das Ilhas Philipine (4,6 e 4,5).
    Dia 12, no sul das Ilhas Fiji (4,6 graus), oito na região das Ilhas Philipine (entre 4,6 e 4,8), na costa de Tarapaca, Chile (4,7), em San Juan, Argentina (4,6), na dorsal Reykjanes (4,9), na costa leste de Honshu, Japão (4,5), na costa da Costa Rica (4,5), no mar de Molucca (4,6), na costa sul de Papua, Indonésia (4,8), no mar de Banda (4,6), na região central do Peru (4,9) na região da Ilhas Georgia do Sul (4,9), quatro na região das Ilhas Sanduíche do sul (todos de 4,9), na Espanha (4,6) e em La Pampa, Argentina (4,9).
    Dia 13, dez na região das Ilhas Sanduíche do Sul (entre 4,6 e 4,9 graus), nas Ilhas Volcano, região do Japão (4,6), nas Ilhas Izu, região do Japão (4,6), em Salta, Argentina (4,5), na costa leste de Honshu, Japão (4,5), na costa da Nicarágua (4,7), no sul do Irã (4,7), quatro na região das Ilhas Philipine (4,5, 4,8, 4,9 e 4,9), no sudoeste do oceano Atlântico (4,9), no sul do Irã (4,5) e na costa do Equador (4,7).
    Dia 14, na região das Ilhas Philipine (4,5 graus), oito na região das Ilhas Sanduíche do Sul (entre 4,7 e 4,9), dois em Mindanao, Filipinas (4,9 e 4,6), três a região do Haiti (4,6, 4,6 e 4,5), na região de Fiji (4,5), na região de Nova Irlanda, Papua Nova Guiné (4,6), na região da Ilhas Batan, Filipinas (4,6), no oeste da dorsal Indinana-Antártica (4,8), na costa de Guerrero, México (4,6), em La Rioja, Argentina (4,5), em San Juan, Argentina (4,6), e nas Ilhas Andaman, região da Índia (4,7).
    Dia 15, oito na região das ilhas Sanduíche do Sul (entre 4,5 e 4,9 graus), em Mindanao, Filipinas (4,6), na costa norte de Papua, Indonésia (4,5), dois na região do Haiti (4,8 e 4,5), em Antofagasta, Chile (4,5) e na região de Nias, Indonésia (4,5).
    Dia 16, em Geórgia (4,9 graus), no sul do Panamá (4,5), na região das Ilhas Sanduíche do Sul (4,8), na fronteira Peru-Equador (46) e em Bio-Bio, Chile (4,5).
    LEIA MAIS em www.emsc-csem.org


    Eventos
Série "Meus Elementos" do Ibram

IX Simpósio Brasileiro de Exploração Mineral (SIMEXMIN)
    Representantes da mineração apresentam proposta de autorregulação do setor durante este evento que aconteceu de 9 a 12 de agosto.
    LEIA MAIS em ibram.org.br

6ª Conferência Brasil-Alemanha de Mineração e Recursos Minerais

Seminário "Correlações Situ-específicas entre NSPT e Resistividade Elétrica para Diferentes Tipos de Solos na Bahia"
    Acontece no dia 18 de agosto como parte do ciclo de Seminários do Programa de Pós-Graduação em Geófísica (PPGG/ON).
    LEIA MAIS em sbgf.org.br

Mesa Redonda "Ciência de dados espaciais aplicada na Geofísica"

Programa Minas do Hidrogênio
    Este programa, que é uma iniciativa do estado de MG, foi lançado com a presença do MME e busca incentivar investimentos e fortalecer a cadeia produtiva do setor, desde a produção dos equipamentos até o desenvolvimento tecnológico.
    LEIA MAIS em www.gov.br

Offshore Technology Conference (OTC) 2021

XXI Congreso Geológico Argentino

Cultura da abundância e a escassez de água

Webinar "Águas da Amazônia: importância estratégia para o Brasil"


    Extra
Grafeno: O supermaterial do futuro
    É mais duro do que o diamante, 300 vezes mais forte do que o aço, flexível, transparente e melhor condutor do que o cobre (cerca de 1.000 vezes).
    LEIA MAIS em institutominere.com.br


Notícias em 11/08/2021

Nenhum comentário:

Traduzir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *