11 de abril de 2019

Notícias em 11/04/2019

Assuntos do dia:
pesquisa, projeto, petróleo, mercado, justiça, energia renovável, meio ambiente, paleontologia, terremotos, vulcanismo, arqueologia, ciência espacial, eventos e outros.

O primeiro buraco negro
Radiotelescópios de toda a Terra coordenaram observações de buracos negros, que são conhecidos por estarem cercados por gás incandescente. A primeira imagem de um deles foi divulgada ontem, visualizada no centro da galáxia M87. Na foto, a região central com sombra está escurecida pela gravidade do buraco negro. O tamanho e a forma da sombra são determinados pelo gás brilhante ao redor, por fortes deflexões de lentes gravitacionais e pelo giro do buraco negro. O Telescópio Event Horizon (ETH) reforçou a evidência de que a gravidade descrita por Einstein funciona mesmo em regiões extremas e deu provas claras de que a M87 tem um buraco negro giratório central de cerca de 6 bilhões de massas solares. As futuras observações serão direcionadas para resolução ainda maior, melhor rastreamento da variabilidade e exploração da vizinhança imediata deste buraco negro.
(Crédito: Event Horizon Telescope Collaboration - fonte)

    Pesquisa
Mineralizações de ouro do Distrito Aurífero de Juma no Amazonas
    O trabalho As Mineralizações de Ouro do Distrito Aurífero Juma – SE do Amazonas, do pesquisador Raul Eigenheer Meloni da CPRM foi apresentado no IV SBM.
    LEIA MAIS em www.cprm.gov.br

Modelo prospectivo de ametista e ágata em região próxima a fronteira com o Uruguai
    Os resultados preliminares do trabalho Controles Geológicos das Mineralizações de Ametista e Ágata em Andesitos e Basálticos da Formação Alegrete - Grupo Serra Geral foram apresentados pela pesquisadora Magda Bergmann da CPRM no IV SBM.
    LEIA MAIS em www.cprm.gov.br

Possível presença de co-produto de cobalto na Província de Borborema
    O trabalho Caracterização Inicial de Magnetitas Cobalto-Vanadíferas na Suíte Máfica-Ultramáfica Serrote das Pedras Pretas (SPP): Quantificação de um Possível Co-Produto Não Convencional de Cobalto na Província de Borborema (PB) foi apresentado no IV SBM.
    LEIA MAIS em www.cprm.gov.br

Mineralizações de estanho na Serra da Providência em Rondônia
    O pesquisador da CPRM Cassiano Costa e Castro apresentou no IV SBM o trabalho Greisens Associados a Suíte Intrusiva Serra da Providência.
    LEIA MAIS em www.cprm.gov.br

Mapa de favorabilidade para cobre e ouro na Zona de Cisalhamento Cinzento da Província Mineral de Carajás
    Favourability Map for Copper and Gold of The Cinzento Shear Zone, Carajás Mineral Province foi o trabalho apresentado pela pesquisadora da CPRM Junny Kyley Mastop de Oliveira no IV SBM.
    LEIA MAIS em www.cprm.gov.br

Algoritmo aplicado à geoquímica e análise petrofísica
    O pesquisador da CPRM Guilherme Ferreira da Silva apresentou o trabalho K-Nearest Neighbors algorithm applied to lithology prediction based on handheld geochemistry and petrophysics analysis – a case study of metasedimentary and intrusive rocks from the Jacobina Range no IV SBM.
    LEIA MAIS em www.cprm.gov.br

Elementos Terras Raras e Ítrio nas formações ferríferas de Carajás
    A pesquisadora da CPRM Ana Paula Justo apresentou no IV SBM o trabalho REE+Y distribution in Iron Formations from Carajás, Amazon Craton, Brazil.
    LEIA MAIS em www.cprm.gov.br

Projetos Lítio Brasil e Diamante Brasil
    O pesquisador da CPRM Francisco Valdir Silveira apresentou no IV SBM o trabalho Visão Geral do Diamante no Brasil.
    LEIA MAIS em www.cprm.gov.br


    Projeto
A expansão da Largo na Bahia
    Até meados de 2019, a Largo Resources, através da Mineração Maracás, deverá colocar em operação o projeto de expansão do seu complexo para produção de vanádio localizado em Maracás (BA).
    LEIA MAIS em www.brasilmineral.com.br

Planos de crescimento da CMOC estão mantidos
    Apesar do cenário de maior dificuldade para o setor mineral, como decorrência do acidente de Brumadinho, a CMOC deverá manter seus planos de crescimento no Brasil.
    LEIA MAIS em www.brasilmineral.com.br


    Petróleo
Petróleo fecha em alta, após relatório da Opep e dado de estoques dos EUA
    (Por Gabriel Bueno da Costa) Os contratos futuros de petróleo fecharam em alta nesta quarta-feira, 10, apoiados pela notícia de que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) continuou a cortar sua produção em março, em ritmo mais acentuado que no mês anterior.
    LEIA MAIS em www.terra.com.br

Venezuela reporta colapso em oferta de petróleo e mercado global se aperta, diz Opep
    (Por Alex Lawler) A produção de petróleo da Venezuela caiu para uma nova mínima no mês passado, por conta das sanções dos Estados Unidos e de apagões, disse o país à Opep, aprofundando o impacto de um corte de produção global e apertando ainda mais a oferta.
    LEIA MAIS em www.terra.com.br

Abrolhos: Ibama deve entregar pareceres sobre leilão de petróleo
    (Por André Borges) A decisão foi tomada pelo juiz federal substituto da 21ª Vara judiciária do Distrito Federal, Rolando Valcir Spanholo.
    LEIA MAIS em www.terra.com.br


    Mercado
Em Dalian, futuros do minério de ferro têm alta de 1,16%
    A sessão desta quinta-feira foi marcada por uma nova valorização para os contratos futuros do minério de ferro, que são transacionados na bolsa de mercadorias de Dalian, na China.
    LEIA MAIS em br.investing.com

Ouro fecha em alta à espera de ata do Fed
    (Por Estadão Conteúdo) O ouro avançou nesta quarta-feira, 10, à medida que investidores aguardam a ata da mais recente reunião do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), nesta tarde, que deve reforçar as sinalizações “dovish” da instituição.
    LEIA MAIS em www.istoedinheiro.com.br


    Justiça
STF marca para 20 de novembro julgamento da distribuição dos royalties do petróleo
    O julgamento é sobre a suspensão dos dispositivos da Lei 12.734/2012 que preveem novas regras de distribuição dos royalties do petróleo.
    LEIA MAIS em www.terra.com.br

MPF pede em ação que União e Agência de Mineração vistoriem todas as barragens do setor no país
    (Por G1 Minas) Segundo a ANM, 56 barragens foram interditadas no país por problemas de estabilidade, 13 delas só em Minas Gerais.
    LEIA MAIS em g1.globo.com


    Energia renovável
Produção de etanol


    Meio Ambiente
Quando o clima da Terra mudou radicalmente um milhão de anos atrás
    Um milhão de anos atrás, o clima da Terra foi abruptamente alterado por causas ainda desconhecidas. As grandes massas de gelo continental se acumularam nas regiões polares, os ciclos glaciares se tornaram mais amplos e frios - os mais intensos da história do Quaternário-, e, como resultado, o sistema climático global foi alterada em uma escala global.
    LEIA MAIS em noticiasdelaciencia.com


    Paleontologia
Pesquisa indica descoberta de nova espécie humana nas Filipinas
    (Por France Presse) O H. luzonensis teria vivido na caverna de Callao, na ilha de Luzón, nas Filipinas, entre 67 mil e 50 mil anos atrás. Estudo foi publicado na revista 'Nature' nesta quarta (10).
    LEIA MAIS em g1.globo.com

Registros de rastreamento das formas de vida mais antigas da Terra
    A descoberta fornece uma nova característica "bioassinatura" para rastrear os restos da vida antiga preservada em rochas que são significativamente alteradas ao longo de bilhões de anos e podem ajudar a identificar a vida em outras partes do Sistema Solar.
    LEIA MAIS em www.geologypage.com

Reconstrução fóssil 'Cthulhu' revela parentesco monstruoso dos modernos pepinos do mar
    Um fóssil excepcionalmente preservado de Herefordshire, no Reino Unido, deu novos insights sobre a evolução inicial dos pepinos do mar, o grupo que inclui o porco-marinho e seus parentes, segundo um novo artigo publicado hoje na revista Proceedings of the Royal Society B.
    LEIA MAIS em www.geologypage.com


    Vulcanismo
Popocatépetl, no México, emite 43 exalações nas últimas 24 horas


    Terremotos
Por que a frequente atividade telúrica em Oaxaca, México, continua?


    Arqueologia
A descoberta de um sítio pré-histórico em Euskadi fornecerá dados sobre um dos períodos menos conhecidos de sua história
    A campanha arqueológica realizada em Punta Begoña trouxe consigo uma descoberta inesperada, o aparecimento de restos de um sítio pré-histórico, que fornecerá novas informações sobre um dos períodos menos conhecidos da história em Euskadi, na Espanha.
    LEIA MAIS em noticiasdelaciencia.com


    Ciência espacial
Brasileiros descobrem evidências de exoplaneta maior que Júpiter e com duas estrelas


    Eventos
Diretor de Geologia e Recursos Minerais participa do Fórum Academia e Indústria, promovido durante o IV Simpósio Brasileiro de Metalogenia
    O diretor de Geologia e Recursos Minerais do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), José Leonardo Andriotti, foi um dos debatedores convidados do Fórum Academia e Indústria, promovido durante o terceiro dia da programação do IV Simpósio Brasileiro de Metalogenia, que ocorre em Gramado.
    LEIA MAIS em www.cprm.gov.br

Evento para tratar de geopolítica dos recursos naturais
    A FGV Energia vai promover amanhã (11) uma palestra sobre a geopolítica mundial. O tema é “Líderes Dominantes e Insegurança Global na Arena Geopolítica Atual”.
    LEIA MAIS em petronoticias.com.br

Leitores elegem as Empresas do Ano
    Buritirama Mineração e CBMM (Minerais Ferrosos), CBA e Nexa (Minerais Não Ferrosos), AngloGold Ashanti e Yamana Gold (Metais Preciosos), AMG e Mosaic (Minerais Industriais/Fertilizantes), AB Areias e Martins Lanna (Agregados). Estas foram as escolhidas como Empresas do Ano do Setor Mineral através de votação direta entre os leitores da revista Brasil Mineral.
    LEIA MAIS em www.brasilmineral.com.br


    Extra
Monitoramento de dados sobre o uso da água é preocupação constante no setor mineral

Poços tubulares e sistemas de bombeamento em mineração
    (Por Rodrigo Sérgio de Paula) Poços tubulares são perfurados em mineração visando atender um ou dois objetivos principais, produção de água nova para o processo de beneficiamento e/ou rebaixamento do aquífero para extração de minério em áreas próxima ao nível freático.
    LEIA MAIS em institutominere.com.br

Evolução impõe limite de velocidade na recuperação após extinções em massa
    Leva pelo menos 10 milhões de anos para a vida se recuperar completamente após uma extinção em massa, um limite de velocidade para a recuperação da diversidade de espécies que é bem conhecida entre os cientistas.
    LEIA MAIS em www.geologypage.com

LTM, da UFRGS, comemora 40 anos


Notícias em 10/04/2019

Nenhum comentário:

Traduzir

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *