25 de agosto de 2017

Fatos. Extinção da Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca) gera polêmica

Por: Marco Gonzalez

Enquanto o Ministério Público Federal no Amapá abre processo para apurar a extinção da reserva, o Palácio do Planalto informa que a extinção não afeta as unidades de conservação da área, que tem proteção integral, ou seja, são áreas onde não é permitida a mineração. A extinção é da Renca e não da proteção ambiental.

O relatório Diagnóstico do Setor Mineral do Estado do Amapá, de 2010, elaborado pelo Ministério de Minas e Energia e pelo Governo do Estado do Amapá, informava que 69% da Renca no Amapá são Unidades de Conservação. Somente 31% da área estaria liberada para a mineração.

Nenhum comentário: